Cartilha

Cartilha

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Desinformação aumenta risco de deficiência

.
Infelizmente a porcentagem de crianças nascendo com paralisia cerebral ainda é grande.
 Muitos casos de paralisia cerebral poderiam ser evitados caso houvesse prevenção 
A saúde virou um comércio, onde compramos serviços de má qualidade.
Se você pensa porque está numa maternidade top e é livre disso, não é não.
Precisamos adotar medidas preventivas porque é um pecado dispor assim da vida de um ser e sua família
Ficamos nas mãos de gente incompetente que visa mais a burocracia e o dinheiro do que a vida.
O pior de tudo é ver de perto a coisa poder acontecer e não poder fazer nada porque a população é bem desinformada, o que para os profissionais da saúde é ótimo porque não são questionados.
Minha funcionária está com uma gravidez atípica e desde muito cedo percebi que algo estava errado, uma barriga enorme, aos quatro meses com uma barriga de nove!!!
Falo para ela que essa gravidez não esta igual às outras, pois já teve duas anteriores.
Porém o médico falava que tudo estava bem.
Um mês atrás a orientei para pedir ao médico uma prescrição para um exame de diabetes.
Deu diabetes gestacional. É o fim da picada uma leiga como eu ter que interceder para ter um diagnóstico que está na cara!
Ela sente muito cansaço, mal estar e aquela barriga assustadora!  Já é um caso extremo de diabetes.
Quando o bebe nasce de uma diabete gestacional, pode ter problemas respiratórios, pois a insulina pode colaborar com a hipertensão pulmonar.
Na gestação ainda pode ocorrer oligoidrâmnio, que é a diminuição do liquido amniótico,
Nas duas outras gestações ela teve parto normal  provavelmente apesar do tamanho da criança, o hospital publico ira tentar o normal também..Nesse caso o perigo da paralisia cerebral é que com a falta do liquido amniótico pode faltar oxigenação no cérebro com isso ocasionando a deficiência entre muitas outras coisas
É dura essa falta de informação.
Qualquer gravidez de risco pode causar uma sequela na criança, se bem que é verdade que mesmo dando tudo errado ainda assim a criança tem grandes chances de superar tudo, a grande maioria supera,mas existem aquelas que não conseguem superar.
Se a vida humana tivesse mais valor existiria políticas públicas que defendesse além da vida a qualidade de vida das pessoas.
Acho importante rever valores, 
É uma luta muito grande,só haverá inclusão quando haver conhecimento das deficiências com um trabalho bem feito na saúde e na educação, começando pelo social, sim porque nós é que precisamos cobrar, er um minimo de conhecimento.
A mãe gravida deveria ter uma cartilha que á orientasse de tudo o que pode ocorrer numa gravidez e o que pode ser feito quando tiver algum problema.
Gente não é nenhum bicho de sete cabeças.
Prevenir é profilático
Só com a formação e informação conseguiremos mudar esse descaso com o ser humano.



Nenhum comentário:

Postar um comentário